Água de bebida limpa

Qual o melhor dosador para a sua granja?

Qual o melhor dosador para a sua granja?

Na produção de suínos e aves, a dosagem de medicamentos e aditivos via água de bebida é muito comum. No entanto, cada granja tem suas particularidades quanto à pressão e vazão de água, posição das caixas d’água, mão-de-obra disponível para o manejo, etc., e por isso é preciso saber usar o dosador correto, já que muitas vezes adotamos soluções que nos atendem apenas parcialmente, ou até dificultam o manejo. Explicamos abaixo as principais diferenças entre dosadores volumétricos e eletrônicos (suas vantagens e desvantagens), e como escolher o melhor dosador para a sua granja.

Dosadores Volumétricos
Os dosadores volumétricos são bombas que trabalham através do fluxo de água, a força motriz que aciona o dosador é retirada da pressão de água da linha. Estes equipamentos são simples e de fácil instalação, toda a tecnologia está dentro de um único mecanismo, a faixa de trabalho é ampla (alguns modelos conseguem trabalhar de 9 a 4000 litros de água por hora em um mesmo equipamento) e as taxas de dosagens podem ser ajustadas de forma simples e intuitiva. A grande vantagem destes equipamentos é que eles trabalham sem o uso de energia elétrica, e dosam os concentrados de forma proporcional sempre que há demanda de água na tubulação. Como exemplos podemos citar o dosador Superdos 15, o Aquablend, e a dosadora Chemilizer (todos disponíveis para compra na Schippers).
Conclusões: os dosadores volumétricos são um ótimo sistema para uso intermitente, e conseguem atender diversas condições com um único modelo. No entanto, necessitam de mais cuidados para aumentar a vida útil do equipamento, e as manutenções são mais complexas (com maior dificuldade na análise de problemas).

Dosadores Eletrônicos
Os dosadores eletromagnéticos são injetores de concentrados líquidos que trabalham através do movimento de um diafragma flexível acoplado a um eletroímã. Estes sistemas são robustos e de funcionamento simples, mas para que sua dosagem seja proporcional é necessário medir o volume de água que passa no sistema (geralmente através de um hidrômetro). No entanto, é importante o correto dimensionamento destes dispositivos para que não haja um estrangulamento da rede hidráulica ou uma leitura incorreta para o dosador. Como exemplos podemos citar os dosadores Digi Doser Acid, Digi Doser Di-O, e Digi Doser Duo (todos também disponíveis na Schippers).
Conclusões: os dosadores eletrônicos necessitam de um profissional qualificado para dimensionar e instalar o conjunto, porém são mais robustos e adequados para uso contínuo. As manutenções são mais simples e com fácil identificação dos problemas. Por serem dispositivos eletrônicos e programáveis, são mais flexíveis para instalações automatizadas.

Fale com a nossa equipe e agende uma visita na sua granja para avaliar os sistemas de dosagem. Você também pode tirar suas dúvidas sobre esses e outros produtos com a equipe da www.dosamax.com.br . Este pode ser um desafio de performance que passa despercebido e reduz os seus resultados e lucros.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *